quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Pilateando

Não é de hoje que muitas pessoas estão procurando cuidar da saúde. Tirando uma parte da galera que só quer desfilar com as roupas de ginástica, as pessoas conscientes buscam alguma atividade física aliada a uma alimentação mais saudável. Não sou do tipo extremista, 8/80, mas com bom senso, tento cuidar do corpo e da mente praticando esporte e balanceando a alimentação. 
Recentemente aderi ao Pilates. Eu já tinha muita vontade de fazer quando via fotos de exercícios ou matérias a respeito dos benefícios dessa atividade, só que ou não tinha dinheiro ou não tinha tempo. Não que agora eu tenha algum dos dois, rsrsrs, mas tô me esforçando pra conseguir ir adiante nesse projeto.
Pra quem ainda não conhece de perto, o pilates trabalha muito com a respiração e força, e pode ser feito apenas no solo ou utilizando aparelhos. É diferente da academia, os pesos são substituídos pelas molas ou pelo peso do seu próprio corpo em determinados exercícios. 
Particularmente, estou gostando muito da experiência. Tem dias que saio do trabalho super cansada e estressada, junto minhas forças pra ir pra lá e uma horinha já me faz muito bem. Além de ser um tempinho bem precioso pras mulheres que acumulam várias atividades. Vou embora relaxada e com a sensação de missão cumprida. 
Como incentivo, fica uma das frases famosas do criador do método, Joseph Pilates: "Com 10 sessões você perceberá a diferença, com 20 sessões os outros irão perceber a diferença e com 30 sessões você terá um novo corpo". 
Alguns exercícios que eu já fiz:

video









terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Teoria

Esse era o cantinho do pensamento. Digo era porque hoje ele não existe mais, num dos ataques do "terrible two", o Nathan resolveu rasgar e amassar tudo. Ele tava mais ou menos como a Luíza, do potencial gestante descreve nesse post:  http://potencialgestante.com.br/ninguem-disse-que-seria-facil/ 

O livro "Soluções para disciplina sem choro", da autora Elizabeth Pantley, tem dicas ótimas que me ajudaram bastante. Inclusive, vou retomar a leitura porque as coisas ainda não estão fáceis. Rsrsrs

O cantinho funcionou enquanto existiu, nos utilizávamos dele bastante e como vocês podem conferir, na teoria ele sabia tudinho!









segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Uma do Loreco Leleco

Pra fazer jus ao nome do blog, o post inaugural vai ser sobre uma, das muitas do Loreco Leleco. É impressionante a rapidez com que os calçados ficam pequenos nas crianças. Sábado fomos ao Shopping com o objetivo específico de comprar tênis para o Nathan e chegando lá descobrimos que a loja estava em promoção (ó, que beleza!). Então, ao invés de um, resolvemos comprar dois. Pedimos pro Loreco experimentar, ir até o espelho, dizer se era confortável e assim ele fez. Aí, para alegria da mamãe, bem no meio daquela banca cheia de calçados ele achou uma sandália discreta  da galinha pintadinha. Obviamente ele amou a sandália linda e estilosa e já foi colocando no pé e disparando um "Mãe, eu quero essa". Eu olhei com aquele olhar que pede socorro pro pai dele que estava junto, e ele olhou pro Loreco, depois de volta pra mim e disse: "Ah, deixa, ele gostou". Tá, era barata, e ainda tava na promoção, então ficou mais barata ainda. Saiu da loja com a sandália da galinha pintadinha no pé e foi passeando pelo shopping com aquela coisa  sandália azulona no pé. 

Lição pra vida de um passeio: Os filhos tem vontade própria e gosto próprio. Graças a Deus. Acostumar-se com isso o quanto antes é o melhor que podemos fazer. Pensando pelo lado bom, já temos que escolher tanta coisa na vida, menos uma!

Fomos embora porque tínhamos compromisso a noite, e durante o banho, escondi  guardei a sandália pra ele não pedir pra sair com ela. Rsrs